sábado, 23 de junho de 2007

Salve Clarice! Salve Samba! Salve 50%...

Postscriptum:

Quantas vezes eu já quebrei a cara? Perdi a conta...Enfim, novo dia, nova oportunidade. De fato, eram 50%.

E quando tudo, tudo mesmo, pede um pouco mais de calma, a vida pede um pouco mais de alma e aí, cabe a nós, fazermos a diferença.

Queria postar alguma coisa então, fui em busca de Clarice já que o meu conto preciso trabalhar melhor, vou ver se com este turbilhão consigo terminá-lo dignamente.

Assim,

"Não é que vivo em eterna mutação, com novas adaptações a meu renovado viver e nunca chego ao fim de cada um dos modos de existir. Vivo de esboços não acabados e vacilantes. Mas equilibro-me como posso, entre mim e eu, entre mim e os homens, entre mim e o Deus." (LISPECTOR, Clarice in: Um sopro de vida.)

----------------------------------------------------------------------------------

E, sempre em menção ao bom e velho samba. Felicidade é quando danço, para espantar todos os males. Feliz daquele que tem o coração batendo na cadência do samba, mesmo!

2 comentários:

Luiza Lisboa disse...

Olá parente! rsrsrsss...
Primeira vez que apareço por aqui e adorei encontrar ninguém mais ninguém menos que Clarice! rsrsrsrssss...
Bjos!

Ju disse...

Amiga q baila...
Salve a vida e as nossas eternas oportuidades de sermos fênix... de provar para o mundo q independente do giro nós nunca perdemos o nosso rumo!!!

Eu chego da Bahia com esperanças renovadas!! Acreditando mais do q nunca no valor do risco e principalmente na necessidade dele...
Bjos mil