segunda-feira, 3 de setembro de 2007

Dos opostos e iguais...

Um conto sobre a queda da teoria física.


Olho os teus olhos/ Se perdendo na verdade/Nós dois tão opostos/Juntos na mesma verdade/Eu não sou como você/Amar não precisa aparecer/Eu amo/E sou assim como você”
(Fotografia - Ana Carolina e Elder Costa)




Nem eles acreditavam que pudessem ser tão parecidos - O “Casal 20 moderno” - diziam os amigos. Alguns diziam que havia até certa telepatia entre eles. Outros, que a química era perfeita. E no início tudo era o céu.


Ela gostava de samba. Ele também.

Ela gostava de tardes de sol e sorvete de casquinha. Ele também.

Ela gostava de dirigir, de andar descalça, de cachorros. Ele Também.

Ela amava aquela cidade, suas ruas e seus lugares. Ele também.

De poetas espanhois, franceses, portugueses e brasileiros,

Ela gostava e ele também.

Gostavam da boa música, cinema e comida japonesa.

Gostavam de bebida destilada, de gelo e de energético.

E gostavam-se, um do outro, reciprocamente. E os iguais se atraíam .


Nunca acreditaram na tal teoria da física. Mas o tempo foi passando. Eles já não se encontravam mais um no outro e, de repente, já não eram tão ideal assim. Não compartilhavam das mesmas coisas. Não se viam mais, não se interligavam. E a rotina era o purgatório.


Um dia ele disse não saber o que queria.

Ela disse que queria viver intensamente. Queria ganhar o mundo.

Ele queria defender a tese e ter uma aqui e outra lá.

Ela era decidida e fazia o que queria.

- Você é racional demais – Ele dizia entre os dentes.

Ele ainda precisava aprender a ser assim.

- Você é inseguro demais. – Ela ironizava

Ela achou que não dava mais e saiu. Respirou aliviada.

Ele ficou olhando da porta com orgulho ferido e chave na mão. Nem se importou.

Não mais se falaram. Quando se vêem não se olham.

E os opostos se repelem. Cada qual com o seu inferno particular...

---------------------------------------------------------------------
Postscriptum:

Caros Amigos,

Outro conto para o prazer - ou desprazer - de vocês. Juntou-se a ele um pouco de desilusão, decisões e conversas que eu ouvi, ao léu, por aí. Algo de mim? Sim, mas minha vida é bem menos interessante do que das outras pessoas, sendo assim... Sempre esperando que agrade, não necessariamente a gregos e troianos! Criticas e Elogios são sempre bem-vindos, por isso, comentem!

Abraços Calorosos,

10 comentários:

Luiza Lisboa disse...

Bailarina mais linda, eu tava pensando sobre isso outro dia!
Dizem que os opostos se atraem, dizem que os opostos se atraem e os iguais se procuram, eu dizia que os opostos quando se atraem se tornam iguais, mas vi que as três formas estão erradas. No amor não existe formas, acontece! Se não era pra ser eu sou a favor de trocar a frase pra "Males que vem pra bem" e ponto final.
Bjos!!!

Ju disse...

Ci

Mais um lindo lindo!!!!
Parabéns amiga!!

Bjos

Andreia Caldeira disse...

Acredito que os opostos têm que se atrair mesmo, o que acontecem são as afinidades... Que chato é encontrar alguém igual a gente... Quando estamos apaixonadas tudo parece perfeito, alma gêmea... mas só o primeiro momento, depois é que nos conhecemos de verdade aí vem as DIFERENÇAS, e conviver com isso é difícil...

Moita disse...

Eu sou troiano e gostei. Se fosse grego, gostaria também. O que é bom agrada a todos.

1 cheiro.

Everton disse...

Encoste o fio positivo no contato negativo e verás o que acontece. Mas falando humanamente, tenho sentido isso na pele e lutando contra a lei da física.

Victor Hugo disse...

Ahã...
+
-
=
#

O que será que dá?
Só você, bailarina...só você!

Beijos

Crestfallen disse...

Os opostos atraem-se. Duas pessoas que parecem ser complectamente diferentes, decobrem que são mais parecidas do que aquilo que pensavam.

Aqui julgam que é possível terem um futuro juntos. Mas, não é.

Essas pessoas só são opostos, por terem maneiras diferentes de ver as coisas, mesmo que gostem das mesmas coisas. É essa maneira diferente de estar na vida, que as junta e as separa.

Cinara Lisboa disse...

Lindos! Obrigada pelos comentários...ADORO qdo vocês comentam e interagem com os contos e os outros posts...é como se vcs dividissem um pouco destas histórias e das suas experiências comigo.

Continuem nos visitando e deixando aos comentários!

Abraços e Beijos para todos!

Igor disse...

Nossa, Ci... esse machucou viu...

guilherme dias disse...

Muito bom CI alias, você escreve com uma riqueza de detalhes que Impressiona, sobre o amor sou um leigo, mas acredito em querer, o querer de ambas as partes, não sabia que podia comentar kkk não tenho muita afinidade com net.