quinta-feira, 10 de abril de 2008

Inaugurando linhagens, fundando reinos...



Então, 01 ano de BSP! E de repente aquelas palavras tímidas de quem aspira, humildemente, escrever versos, textos e casos, viraram páginas de um mundo virtual, imenso e acessível.
Adélia Prado, disse que ao escrever, ela estaria cumprindo uma sina, inaugurando linhagens, fundando reinos. Eu me valho de suas palavras, afinal, há um ano atrás fundava aqui um reino único, pessoal e intransferível. Reino de palavras soltas, de sentimentos díspares e ao mesmo tempo contíguos. Um reino de pensamentos errantes, de devaneios complexos, de incertezas, certezas, questionamentos. Reino de estórias, histórias, reino de um pouco - ou seria um muito? - da minha vida. Reino das minhas “pirações”, anseios, conceitos, peripécias.
Quando resolvi fazer um blog, foi por uma necessidade pessoal de publicar aquilo que eu escrevia muitas vezes só pra mim. Certa vez, em um post disse que escrever era um vício, uma dependência de papel, caneta e eu - lírico , que não me importava se haveriam leitores ávidos e sedentos das minhas palavras, escritas muitas vezes nas minhas ociosas tardes de domingo, escrevia por mim e para mim. Mas confesso, é gratificante saber que há leitores, interlocutores, pessoas que de alguma parte acessam este meu reino, este meu espaço, que tem as portas, as janelas e a mente aberta para o mundo, mesmo quando esse mundo não ultrapassa as fronteiras do meu quarto.
E no fim das contas, escrever ainda é um vício. Este blog se tornou um vício. Tudo e todos os que eu visito, que me visitam, que dividem suas experiências comigo se tornaram um vício. E é um vício gostoso, sadio, algumas vezes quase solitário, mas ainda sim, tão intenso que não conseguiria guardar só pra mim. Hoje, mais do que nunca, compreendo que escrever é algo intrínseco ao meu ser e do qual já não saberia mais viver sem. Estou assim cumprindo a minha sina, e a única coisa que me veio à cabeça foi Clarice Lispector, resumindo este primeiro aniversário: “Enquanto eu tiver perguntas e não houver respostas...Continuarei a escrever.”

-------------------------------------------------------------

Postscriptum:

Caros amigos. Festejando o primeiro aniversário do “BSP” e, é claro, não poderia deixar de agradecer a todos que passam por aqui, que comentam, criticam, elogiam, sugerem, enfim, que me ajudam nas minhas peripécias. Obrigada de coração! Aproveito para agradecer também os votos de feliz aniversário, a presença amada de pessoas queridas nas comemorações e o carinho em todos os comentários. Prometo ficar mais assídua nas visitas e para quem cobrou o “Em nome do Samba”, logo, logo, tem suplemento novo por aqui!

Mais uma vez obrigada!

Abraços com carinho,

-------------------------------------------------------------

Trilha Sonora - O som da Bailarina:

- Ciranda da Bailarina (Os saltimbancos_Chico Buarque e Edu lobo)


 Chico Buarque - Ciranda da bailarina

3 comentários:

Georgia disse...

Esse é o melhor vicio que eu conheco, rs.

Parabéns pelo blog.

E vc nao vai participar da blogagem coletiva contra o analfabetismo?

Passa lá na Saia e me confirma.

Beijao e boa semana

Anônimo disse...

Parabéns!
Continue sendo a viciada que é!
E nunca procure o EA "Escritores Anônimos", a não ser que seja para se viciar ainda mais na companhia deles.

Beijos

Leo Iglesias

Ditaur disse...

Attention! See Please Here