quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

A tristeza é senhora...






Foi numa segunda feira. Acordei triste. Angustiada. Alguém até poderia dizer - Isso é típico das segundas - que inevitavelmente precede o final de semana trazendo consigo todas as responsabilidades dos dias de 'feira'. Mas o final de semana havia sido alegrias e sorrisos, fechado num gran´d finale de almoço japonês e cinema - Hollywoodiano, admito - em boa compania.

Então, a tristeza que me acometia nem de longe era oriunda dos dias quentes que a antecederam. Ela simplesmente apareceu, se instalou, chegou como 'quem chega do nada' e sem pretensão alguma que fosse, além de me deixar introspectiva, ficou por todo o dia. Não sabia se aquela tristeza era passageira ou hóspede que fica por mais uns dias, sabia só que havia acordado assim, 'tão down' como diria Cazuza. Se no dia anterior eu estava no ápice da minha alegria, naquela segunda talvez ela houvesse se apartado de mim, deixando essa meia-irmã para tomar conta e preencher o espaço desocupado.

Não somos alegres, eufóricos e entusiastas a todo tempo. Nem por isso valerei-me de sertralinas, rivotrils, citaloprans, fluoxetinas e afins. A tristeza, já diria Martha Medeiros, é tão permitida quanto a alegria. Assim, se chegou, 'seja bem vinda'. E que aceitemos a condição de que um dia a alegria tira férias, vai dar uma volta, sai de folga e a tristeza, se faz senhora.

------------------------------------------------------------
Postscriptum:

"Isso de querer ser exatamente aquilo que se é, ainda vai nos levar além" (Paulo Leminski)

-------------------------------------------------------------
Trilha Sonora - O que a Bailarina anda ouvindo e para ouvir enquanto lê:

No one's better sake (Little Joy_F. Moretti e R. Amarante)

7 comentários:

IdéiAs nO LiqUidiFicaDor!!! disse...

Dias de sol e dias de chuvA!!

Nossa, gostei muito do texto.
Há uma frase simples que gosto de lembrar quando a tristeza bate na porta e prefiro esquecer quando estou alegre: " Isso também passará!"

Bjin..
=**

=**

Olga disse...

"E que aceitemos a condição de que um dia a alegria tira férias (...)"
Isso acontece com todo mundo, mesmo sem um pq concreto. Ainda bem que assim como ela tira férias ela também volta - e que volte depressa.
'umbeijos' :)

Tiago Sânzio S. Pereira disse...

adoro o samba e adorei o texto!! Que bom voltar a ler com vc.. rs
andei triste por uns dias.. paixões arrasadoras.. hehe
mas tudo passa... tudo passa...

beijooo!!!

Leandro disse...

Essa tristeza era só saudade...

não?

Olga disse...

Olá!
espero que a tristeza já tenha partido.

Tenho um meme pra você no Café sem açúcar...passe por lá depois.
beijos ;)

Fabiana Gonçalves disse...

E quando a tristeza se muda de mala e cuia e a felicidade se torna uma visita?
O que me salva é a fluoxetina..rs
Lindo blog.
Fabiana Gonçaves
http://fabianagoncalves.blogspot.com/

Késia Maximiano disse...

E q a tristeza venha com um ponto final... E vá embora :D

Beeijo