quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Bom Humor




“Nasci convocada para a alegria.”
[Marla de Queiroz]

Quer saber uma coisa que me dá tesão?! Bom humor. Exatamente. Bom humor pra mim é afrodisíaco. Se o sujeito é bem humorado, tem 50% de chance de me ver novamente.  Os outros 50, se ele souber dançar, eu dou casa, comida e roupa lavada. Eis aí o meu projeto de príncipe. 

E quando eu falo de bom humor, não tô falando daquela pessoa que dá bom dia pra árvore, acorda sorrindo, dorme sorrindo e por aí vai. Sou realista, graças à Deus. Gosto de quem ri de si mesmo, quem faz piada com o improvável, quem acorda de ressaca, mas acha graça quando descobre que na correria de se aprontar trocou os pés das meias.

Tô falando de quem ri da própria tragédia pessoal, de quem se ver na merda, fica puto, acende um cigarro, toma uma cerveja e tenta achar uma solução. Tô falando de gente que prefere estar feliz a ser feliz. Felicidade é sentimento transitório, alegria, esse sim, é permanente. Tô falando de quem se atreve a dar a cara à tapa, de quem não coloca o pesado fardo de ser feito feliz para outro alguém, de quem sabe, como diria Caetano, a dor e a delícia de ser quem se é.

Bom humor, minha gente. Esse é o tempero das relações. Muito mais que palavras bem ditas, gestos ensaiados, um belo rosto e alguns trocados no bolso, bom humor é um aplicativo gratuito, pra qualquer ‘sistema operacional’ e com atualização permanente. Porque não baixar e começar a usar agora?!

Tão simples, tão fácil e tão despretensiosamente encantador. Digo e repito: bom humor dá tensão, dá barato, dá choque, deveria ser distribuído no posto de saúde, em doses cavalares, remédio contra todas as moléstias. A cura para todo e qualquer mal.

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Trilha Sonora:

Blues da Piedade (Cazuza)


Blues Da Piedade by Cazuza on Grooveshark

Nenhum comentário: